Blog

FILTROS
25/05/2021

Saiba como ter economia fazendo as manutenções preventivas nos equipamentos

Com o uso recorrente de equipamentos médicos, sabemos que manutenções preventivas são necessárias. Afinal, caso surja uma falha de funcionamento inesperada, muita dor de cabeça pode surgir. 

Por isso, aqui vai uma excelente notícia: muito dinheiro pode ser economizado com isso. Principalmente, pelo fato de nos anteciparmos às possíveis problemáticas. 

Quando falamos em equipamentos médicos, podemos exemplificar com os seguintes itens:

• Transdutores;
• Equipamentos de ultrassom;
• Equipamento de RAIO-X móvel e fixo;
• Arcos Cirúrgicos;
• Mamógrafos.

Enfim, todos esses itens citados requerem uma boa dose de investimento para aquisição. E, mais: possuem um uso bastante amplo em prognósticos médicos.


PRÁTICAS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA QUE AJUDAM BASTANTE

Ninguém quer ter que parar as atividades de exames médicos e nem ter falhas nos aparelhos, não é mesmo? Afinal, só a paralisação dos serviços por si só já representam um desagradável prejuízo.

Por isso, hoje trazemos algumas práticas de manutenção preventiva que ajudam a economizar muito dinheiro. E mais do que isso: previnem falhas e aumentam muito a segurança em clínicas e hospitais.

Trouxemos uma lista de práticas que podem ser conferidas a seguir:


FAÇA UM LEVANTAMENTO DETALHADO DOS EQUIPAMENTOS

O primeiro passo nesta missão preventiva é justamente um levantamento preciso e detalhado. Ou seja, ter devidamente documentado todos os equipamentos presentes na unidade.

Mais do que uma lista de equipamentos, deve saber as seguintes informações sobre todos eles:

• Localização do equipamento na unidade médica;
• Vida útil conforme dados da fabricante; 
• Tempo diário de operação; 
• Condições atuais dos equipamentos.


PREZE POR AUDITORIAS E ASSISTÊNCIA TÉCNICA ESPECIALIZADA

Outro passo fundamental é efetuar auditorias periódicas dos equipamentos em questão. Daí, é fundamental contar com uma assistência qualificada.

Desta maneira, é possível inferir os seguintes aspectos:

• Se os equipamentos estão funcionando corretamente;
• Se há pequenos problemas que podem gerar sérios danos a longo prazo;
• Um diagnóstico geral do estado dos aparelhos.

A partir de tais levantamentos, é possível saber de antemão o bom funcionamento de cada item. E mais: saber quais itens valem a pena passarem por manutenção. Ou, quais que valem a pena a aquisição de um equipamento novo.


TENHA UM PLANEJAMENTO EFETIVO DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA

Além de efetuar análises quanto aos equipamentos, é preciso fazê-lo com devido planejamento. Por isso, recomenda-se a preocupação com os seguintes aspectos:

• Quem são os responsáveis da unidade por procurarem pela manutenção?
• Qual a periodicidade necessária das manutenções?
• Como será feita a emissão de ordens de serviço?


MANTENHA RESPONSÁVEIS POR CUIDADOS E DOCUMENTAÇÕES

Como mencionado acima, é fundamental ter devidamente designado quem será responsável por esses cuidados.

Além disso, é indispensável que os responsáveis arquivem o histórico de manutenções, as guias das máquinas e as ordens de serviço. É preciso ter um histórico atualizado e preciso do estado dos equipamentos.


PREZE POR PROFISSIONAIS CAPACITADOS

É sempre muito importante garantir que os profissionais internos estão devidamente antenados com as práticas mais atuais. O mesmo vale para os profissionais contratados para serviços de assistência técnica.

No mais, é sempre bom se certificar de que os procedimentos são os mais adequados para os padrões da área da saúde.

Precisa de uma manutenção preventiva? Entre já em contato com a Mundo Service e garanta um serviço de qualidade por um preço justo!